Credores aprovam venda de 4 sondas da Sete Brasil para Magni Partners

Argentina usa recursos do FMI para pagar dívidas, diz Tesouro
3 de outubro de 2019
PayPal abandona projeto de criptomoeda do Facebook
5 de outubro de 2019
Exibir tudo

Criada em 2010 como parte de planos de exploração do petróleo no pré-sal, Sete Brasil acabou prejudicada pela Operação Lava-Jato

Comercial - São Paulo — Credores Sete Brasil, que está em recuperação judicial, aprovaram na véspera a venda de quatro sondas de exploração de petróleo da companhia para o grupo britânico Magni Partners, disseram à Reuters duas fontes a par do assunto.

Comercial - “Na reunião (de credores) foi aprovada a proposta da Magni, para a compra das quatro sondas da Sete (Brasil), duas a serem concluídas pela Jurong, no Espírito Santos, e duas pela Brasfels, em Angra (dos Reis, RJ)”, afirmou uma das fontes.

Institucional - As sondas em questão são Urca, Frade, Arpoador e Guarapari.

Carga Refrigerada - Segundo essa mesma fonte, as sondas têm contrato de afretamento de 10 anos com a Petrobras, que pagará uma taxa diária de 299 mil dólares cada. A Etesco será a operadora das sondas.

Terminal de Containers - A Sete Brasil tem entre os credores Banco do Brasil, Santander Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú BBA.

Transporte de Fármacos - A aprovação representa uma vitória para a Sete Brasil, que desde o ano passado tentava aval para concluir as quatro plataformas, cujo valor conjunto era estimado em cerca de 550 milhões de dólares.

REDEX - Criada no fim de 2010 como parte de planos multibilionários concebidos para explorar o petróleo do pré-sal descoberto anos antes, a Sete Brasil previa construir 29 sondas, sendo 28 para atender contratos firmes com a Petrobras, com investimentos estimados em 26,4 bilhões de dólares. Só de dívida bancária foram contraídos cerca de 18 bilhões de reais.

Serviços Portuários - O quadro mudou com a derrocada do preço do petróleo e os desdobramentos das investigações da operação Lava Jato. Em 2016, a Sete Brasil pediu recuperação judicial.

Omnitrans - Consultados, BB, Itaú BBA e Santander Brasil não se manifestaram sobre o assunto. A Sete Brasil afirmou também que não iria se pronunciar a respeito.

Tecnologia da Informação - Um representante da Magni Partners não foi encontrado para comentar.

Fonte: https://exame.abril.com.br/negocios/credores-aprovam-venda-de-4-sondas-da-sete-brasil-para-magni-partners/

Os comentários estão encerrados.